laboratorio_parceiro_1200

À procura do parceiro ideal: como escolher o laboratório de próteses dentárias

Todo trabalho em equipe depende da competência dos profissionais envolvidos. No que diz respeito à confecção de restaurações dentárias, o bom desempenho do TPD e a confiabilidade do laboratório são cruciais para garantir a qualidade do tratamento planejado no consultório. Por isso, quanto mais criterioso for o dentista, mais cuidadosa deve ser a escolha do parceiro.

Embora muitos fatores influenciem a qualidade dos serviços prestados por um laboratório, três merecem destaque: qualidade, prazo e atendimento. Quando as expectativas do dentista em relação a esses aspectos são atendidas, as principais falhas em restaurações são evitadas.

A qualidade do trabalho executado pelos TPDs é o fator mais importante na hora de escolher um parceiro. “Quando coloco uma restauração e ela entra como uma luva, a sensação de alívio é plena. Já ganho um pedaço do dia”, afirma Dr. Marcus Tulio Turano, Especialista em Implantodontia e Prótese, e parceiro do Laboratório Obra Prima, que atende no Centro do Rio de Janeiro e Niterói.

Para ele, é preciso levar em conta o impacto, positivo ou negativo, que o laboratório pode gerar para a reputação do dentista. “É a sua assinatura que vai na boca do paciente. Por isso, o serviço prestado pelo parceiro precisa ser do mesmo nível que o seu”, destaca.

Outro ponto sensível, que pode gerar muitos atritos entre profissionais, é o prazo. Antes de escolher o parceiro, é importante ter em mente que, em muitos casos, a promessa de entrega rápida pode levar a atrasos frequentes, ou à perda de qualidade. Ao procurar um laboratório, reúna o máximo possível de informações sobre sua capacidade de produção, bem como aos seus prazos de entrega. Um serviço confiável certamente fará valer a pena uma espera um pouco maior.

O tipo de atendimento prestado pelo laboratório é cada vez mais visto como um diferencial para a escolha do parceiro. Seja na disponibilidade dos responsáveis técnico e administrativo para sanar quaisquer dúvidas, seja no diálogo constante entre dentista e técnico para ajustar a sintonia fina do trabalho, a comunicação é sempre benéfica para os resultados.

Especialista em Dentística, e também parceiro do LOP, o dentista Rafael Hinds que atende na zona sul do Rio de Janeiro, acredita que a possibilidade de conversar com o protético a respeito dos trabalhos contribui significativamente para o tratamento. “Duas cabeças técnicas, com conhecimento complementares, pensam melhor nas soluções do que uma só, especialmente em casos mais extensos”, pontua o dentista.

Conhecendo de perto seu laboratório parceiro

A principal forma de conseguir informações a respeito de um laboratório ainda é o boca a boca. Eventos da área, como cursos e seminários, são boas oportunidades para pedir indicações a outros dentistas. Essa realidade, entretanto, está começando a ser alterada pelo incremento na profissionalização das empresas da área.

Muitos laboratórios já compartilham em seus sites informações sobre seus protocolos de trabalho, capacitação de seus profissionais e resultados obtidos. Somado a isso, a possibilidade de visita física às instalações também tem ganhado força entre os laboratórios. Além de conhecer pessoalmente as condições de trabalho dos técnicos, o dentista pode conversar com os responsáveis sobre suas próprias necessidades e expectativas. Esse tipo de comportamento é reflexo da crescente exigência por serviços confiáveis.

“São muitos nomes, muita informação, muito marketing em cima de tudo nesse meio. Uma visita guiada, com a possibilidade de conhecer o modelo de trabalho do laboratório, faz toda a diferença”, defende o Dr. Rafael Hinds, lembrando que as visitas também podem servir para que o dentista entenda melhor a importância de seguir os protocolos clínicos no consultório. “Ver os impactos tanto de uma moldagem mal feita quanto de um preparo bem executado em determinado sistema de restauração pode ser muito útil”.

Caso queira visitar o Laboratório Obra Prima, sinta-se à vontade para entrar em contato e agendar um horário. Será um prazer recebê-lo em nossas instalações.

Compartilhar:

Copacabana/RJ

Rua Siqueira Campos 53, Sala 801

(21) 3264-4742 I (21) 2548-2162

Entre em contato conosco!

Funcionamento

Seg à sex das 8h30 às 12h e 13h às 18h